Industria

SOLUÇÕES PARA A INDÚSTRIA

O controle de qualidade da água de processo industrial é essencial, você sabe disso! Em especial a água utilizada em processos da indústria alimentícia e farmacêutica. 

As especificações das normas sanitárias estão contidas nas Resoluções  CONAMA 357/05, 396/08 e 430/2011 e na Portaria Portaria 2.914. Quando não cumpridos, o Serviço de Inspeção Federal (SIF) pode multar e até mesmo  paralisar as atividades até que se comprove que a indústria está em condições de utilizar água em perfeito estado. 

A falta de controle microbiológico da água pode trazer muitos prejuízos para as indústrias. Atualmente, existem vários métodos de cloração disponíveis no mercado, mas nem todos eles possuem viabilidade técnica e econômica que as indústrias precisam. Para entender mais, acesse o material: Cloro é tudo igual?

No saneamento industrial, existem três objetivos principais para qualquer gestor: aumentar a segurança, a qualidade da água e a economia.  A Hidrogeron assume um compromisso com seus clientes para buscar os melhores resultados nestes 3 pilares.

As maiores indústrias alimentícias do país contratam a Hidrogeron para obter:

Experts em cloração de alta performance

A Hidrogeron instalou mais de 10 mil sistemas geradores de cloro dos mais variados portes e aplicações, em mais de 500 cidades por todo o Brasil, em todos os biomas, sob as mais diversas condições de qualidade da água, de consumo humano e de processo. 

Com frequência, nossos clientes ultrapassam 80% na redução dos custos com cloração. Esta significativa redução de custos é possível porque:

– O cloro gerado in loco Hidrogeron é obtido a partir de insumos baratos e de fácil acesso: sal (cloreto de sódio), água e energia elétrica.

– Por possuir outros oxidantes, como o peróxido de hidrogênio, a solução gerada tem eficiência superior aos demais métodos de cloração, possibilitando reduzir o consumo de outros produtos químicos.

Industria

São 25 anos de experiência em todo o território nacional.

ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES

O QUE DIZEM
NOSSOS CLIENTES

Nosso foco é o ótimo desempenho da sua indústria

 Ter seu próprio sistema gerador de cloro in loco, utilizando insumos simples (sal de cozinha+água+eletricidade) para criar hipoclorito de sódio, possibilita mais autonomia e segurança. O controle da qualidade da água é realizado de forma automática e constante, alarmes sonoros ou visuais alertam para qualquer alteração indesejada. A operação dos geradores é extremamente simples e segura, eles precisam apenas ser alimentados com sal.

 Dimensionamos o sistema gerador de cloro in loco conforme sua necessidade e estrutura disponível, atuando no diagnóstico, obras civis necessárias,  engenharia da aplicação, instalação, treinamento e reciclamos seu pessoal, e ainda contamos com a maior e mais experiente equipe de instalação e assistência em geradores de cloro do Brasil, distribuídas  pelo país para atender de forma rápida e precisa.

Industria
Industria

O cloro Hidrogeron tem potencial superior

A solução oxidante a base de hipoclorito de sódio gerada in loco (Cloro Hidrogeron) tem potencial oxidante superior aos métodos antigos de cloração. Estudos da UEPB apontam que o potencial e tempo de declínio do teor do cloro Hidrogeron são superiores.

 O Hipoclorito de sódio gerado in loco por meio da eletrólise da salmoura tem concentração entre ~=0,65%, que tem eficiência superior em relação aos demais métodos de cloração.

 

UTILIZAÇÕES NA INDÚSTRIA

GERADOR DE HIPOCLORITO DE SÓDIO

O Gerador de hipoclorito de Sódio (cloro) Hidrogeron e seus acessórios ajudam a resolver problemas com:

Automação e controle da cloração;

Atendimento aos requisitos de cloração exigitos por órgãos fiscalizadores (tais como SIF e ANVISA);

– Controle de qualidade em relação a cloração;

– Sanitização e higienização de ambientes;

– Alarmes sonoros ou visuais para monitoramento da falta de cloro;

– Produção contínua de cloro a partir de 3 kg de cloro ativo ao dia, sem limite de produtividade (para demandas menores, consulte série GE).

– Materiais e componentes de alta resistência química e mecânica.

– Bombas centrífugas de baixo consumo elétrico e alto desempenho (que comportam mais partidas por minuto) com rotores em aço inox e selo em viton.

ENTENDA COMO FUNCIONA O GERADOR DE CLORO HIDROGERON

ELETRODOS DA CÉLULA ELETROLÍTICA

Industria

Geradores de cloro in loco funcionam pelo princípio da eletrólise da salmoura. Este processo ocorre nas células eletrolíticas (eletrodos que têm valência positiva e negativa). A origem, rastreabilidade e a confiabilidade das placas são fatores decisivos para a produtividade e vida útil do sistema. 

Os eletrodos da célula eletrolítica Hidrogeron são produzidos em nossa matriz, sob rígido controle de qualidade e rastreabilidade, com processos certificados pela ISO9001. Passam por testes de qualidade e vida útil, garantindo durabilidade superior em relação a eletrodos sem controle de origem, rastreabilidade e procedência.

Por esta razão temos tranquilidade em oferecer a nossos clientes uma garantia de 5 anos contra defeitos de fabricação e desgaste precoce do conjunto de eletrodos* (existe uma ressalva no manual do produto)

SOLUÇÕES PARA CONDIÇÕES ESPECIAIS

NÃO TENHO ESPAÇO FÍSICO NA INDÚSTRIA

Desenvolvemos projetos customizados, adequados para cada condição. A implantação do sistema de geração de até 750 kg de cloro ativo/dia para atender a indústria de papel e celulose teve projeto, execução de obra, implantação e start realizados pela Hidrogeron.

NÃO TENHO AUTOMAÇÃO NO CONTROLE DE DOSAGEM

Os projetos de implantação dos geradores de cloro Hidrogeron para indústrias visam atender aos requisitos de controle microbiológico em tempo real. Para atingir este objetivo utilizamos sensores, analisadores e quadros de alarmes integrados com o sistema gerador de cloro.

TENHO LIMITAÇÃO DE PESSOAL PARA OPERAÇÃO E MANUSEIO DE PRODUTOS

Para funcionamento dos geradores de cloro hidrogeron a mão de obra necessária é significativamente reduzida em relação aos demais métodos de cloração. Além disso, o manuseio se limita à reposição de sal (cloreto de sódio) no tanque.

FAÇA DOWNLOAD DO
CATÁLOGO COMPLETO

SOLICITE SEU
ORÇAMENTO

PERGUNTAS FREQUENTES

A concentração de cloro na solução de Hipoclorito de sódio produzida fica entre 0,5% e 0,8%, em média 0,65%.

Sim, temos alguma aplicações em ETE’s com resultados fantásticos, baixo formação de organoclorados e eficiência total para a redução de microorganismos

Os Trialometanos são substancias, basicamente formadas quando se há uma condição propicia de matéria orgânica presente na água a ser tratada e cloro. O limite máximo permitido para consumo Humano no Brasil é de 100 PPB, Os THMs são associados a efeitos adversos à saúde.
Alguns fatores como pH, e temperatura devem ser levados em consideração.
pH mais ácido abaixo de 6,9 por exemplo potencializa a formação de ácido hipocloroso o que minimiza a formação de THM’S,
Temperaturas mais elevadas maximizam a formação de THM’S, a cada 10ºC de elevação eleva ao dobro a possibilidade de formação de THM’S.
Algumas alternativas podem ser aplicadas afim de minimizar a formação de THM’S a Hidrogeron possui técnicas para minimizar a formação dessas substancias afim de tornar o tratamento mais eficiente. Sendo um de nossos serviços de consultoria em Estações de água e esgoto.
Mas para responder diretamente a pergunta, quando comparado diretamente ao gás cloro, ou seja sem a aplicação de nenhuma técnica avançada, há uma diminuição de no mínimo 40% de formação de THM’S quando comprado ao Gás cloro.

Sim, pode, porém quando a dureza for superior a 40 PPM inserimos na instalação um componente chamado de abrandador.
O abrandador possui um tipo de resina que absorve o cálcio e o magnésio e deixa a água que vai abastecer o gerador de hipoclorito livre da dureza. Dessa forma minimiza a incrustação nos eletrodos e prolonga a vida útil da maquina.
Também vale ressaltar que diminui as interferências com as manutenções preventivas nos eletrodos, que devem ser feitas ao menos uma vez a cada 2 meses.

Cloreto de sódio, (NaCl) famoso sal de cozinha. Preferencialmente indicamos o sal granulado fino com grãos por volta de 1 mm, pois se acomodam bem no tanque de saturação de sal e em geral tem boa pureza. Também pode ser utilizado o sal grosso sem problema algum.

A Hidrogeron possui uma lista de fornecedores pré qualificados e Homologados, os quais possuem uma capacidade para abastecimento com qualidade e quantidade em qualquer parte do nosso País.

A produção de hipoclorito com sal de boa qualidade garante é essencial para maximizar a produção e minimizar problemas com os eletrodos. Parâmetros como dureza são analisados pela Hidrogeron para qualificar os fornecedores da sal.

Para consumos de sal em grande quantidade idealizamos o projeto de acordo com as condições físicas do cliente.
Em geram utilizamos sistema de ponte rolante móvel ou monovia e trabalhamos com Big Bags de sal de 1000 Kg.

Vários fatores interferem diretamente na vida útil dos equipamentos: qualidade da água, sal, instalações físicas e principalmente manutenções preventivas.
Em média os eletrodos dos equipamentos tem que ser trocados a cada 6 anos, temos maquinas com 11 anos como mesmo eletrodo, a depender das condições citadas acima.
O sistema elétrico possui grande robustez e qualidade, geralmente não apresenta problemas que possam representar custos elevados nos 10 primeiros anos.

Os geradores de Hipoclorito não podem consumir mais do que 4,5 Kg de sal por quilo de cloro e não mais que 5 Kw/h por quilo de cloro produzido.
Para saber quanto sua máquina está produzindo deve-se realizar um ensaio de concentração do hipoclorito produzido e multiplicar a concentração pelo volume em litros que a maquina produz.

Somos a empresa que mais implantou geradores de hipoclorito de sódio no Mundo, com mais de 24 Anos de História e muitos cases de sucesso.
Entre em contato com a gente e podemos te dar alguns telefones de clientes usuários dos nossos produtos, a galera do saneamento é muito unida e sempre disposta a compartilhar experiências.

Por dois fatores essenciais:
1- O hipoclorito de sódio gerado lin loco possui potencial de oxidação maior do que o gás cloro;
2- Ao se aplicar ambos os oxidantes na água é considerada uma concentração em ppm, tanto a substância a 100% ou a 0,65% devem ser adequadas a essa concentração (ppm). Por exemplo, com uma vazão de 100 m³/h, aplicando 1 ppm de cloro livre precisaremos de 100 gramas de cloro livre por hora.

Com o gás será regulada a dosagem a fim de obter as 100 gramas por hora e com a solução 0,65% precisaremos de 15,3 litros por hora (100 / 6,5).

A economia depende dos valores de sal e energia praticados em cada cidade, para calcular isso você pode fazer da seguinte forma:
1 – Verificar quantos quilos de cloro ativo você consome atualmente.
2 – Fazer uma pesquisa dos valores praticados de sal e energia.

Depois é só fazer as contas, para cada quilo de cloro consumido serão necessários 4,5 Kg de sal e 4,5 kW/h de energia.

Ex.: consumo de 100 kg de cloro gás dia
Custo do sal: R$ 0,4/Kg
Custo de energia:R$ 0,35 Kw/h

100 x 4,5(0,4+0,35) = R$ 337,5

Depois é só comparar com o seu custo por quilo de cloro e ligar pra nós.

A economia depende muito dos valores praticados em cada localidade, estamos dispostos a fazer comparativos de custos caso tenha interesse, possuímos dados e cases caso queira entrar mais a fundo nesta questão.

O custo está relacionado a insumos sal e energia, itens consumíveis de médio e longo prazo, como anéis de vedação e eletrodos a longo prazo, e custos com manutenção preventiva.

Possuímos equipe de manutenção e instalação em todo o território nacional, atendendo as principais cidades entre elas várias do interior do Brasil.

De qualquer maneira sempre que implantamos uma máquina seja onde for, realizamos um treinamento completo para a equipe de manutenção local, o que a deixa apta a realizar a manutenções preventivas e solucionar os problemas que houverem, além disso possuímos um time interno que da suporte para os cliente afim de solucionar os problemas o mais rápido possível e da maneira mais simples e didática.

Dependendo do porte do sistema podemos operar pra você, porem também podemos capacitar os operadores para que eles façam a operação.

Sim, mas há um porém, depois que o hipoclorito realiza o processo de oxidação, acaba por se decompor em solução de NaCl, caso o processo na caldeira possua baixo índice de reposição de água e o controle de condutividade for muito restrito poderemos ter problemas.
Sempre que encontramos casos como este, realizamos uma investigação minuciosa afim de compreender o sistema e somente propor algo que venha de encontro com a solução dos problemas de nosso clientes.

Sim nosso hipoclorito é adequado para a desinfecção de alimentos com alto poder bactericida, inclusive possuímos laudo de potabilidade para altas dosagens acima de 50 PPM.

Para aplicação em ruas e calçadas 1000 PPm 0,1%.
Para desinfecção de mesas maçanetas e ambientes internos sem pulverização, 0,5 a 0,8 % 5000 a 8000 ppm.