NOSSO BLOG

Informações úteis para que você se mantenha atualizado

Em estudo científico comparativo, pesquisadores apontam a superioridade da solução oxidante Hidrogeron

Em artigo científico publicado no final de 2021 pela IWA (Internacional Water Association), uma equipe formada por pesquisadores da UFPB (Universidade Federal da Paraíba) e da UEPB (Universidade Estadual da Paraíba) apresentou o estudo “Comparação de desinfetantes comerciais e uma solução produzida in loco: o decaimento do cloro nas águas de abastecimento humano”  (tradução livre do inglês).

A IWA é um dos mais conceituados centros de conhecimentos sobre a água do mundo, e sua subsidiária IWA Publishing mantém 17 periódicos científicos, e já publicou cerca de 800 livros que abordam os mais variados estudos sobre o tema.

Neste estudo, o grupo de pesquisadores realizou a comparação de desempenho, eficiência e residual dos desinfetantes: hipoclorito de sódio, hipoclorito de cálcio, dicloroisocianurato de sódio (cloro orgânico) e também uma solução desinfetante alternativa produzida in loco (tecnologia Hidrogeron), com propriedades oxidantes e desinfetantes.

Os pesquisadores constataram que que a solução oxidante produzida pela tecnologia Hidrogeron “apresentou-se como um agente desinfetante capaz de manter um residual de cloro livre na água por um longo período de tempo e em pequena dose, garantindo o residual dentro do estabelecido pelo Ministério da Saúde para potabilidade, além de promover maior segurança sanitária da água fornecida aos usuários do sistema de abastecimento”.

O estudo foi conduzido com rigor por grandes pesquisadores brasileiros com relevante histórico na produção científica nacional: Weruska Brasileiro Ferreira, George Antonio Belmino da Silva, Whelton Brito dos Santos, Thiago Santos de Almeida Lopes  e Andréa Carla Lima Rodrigues. Eles utilizaram a água da Estação de Tratamento de Gravatá e coletada logo após a etapa de filtração. A ETA é localizada no município de Queimadas (PB) e é responsável pelo tratamento das águas do reservatório de Epitácio Pessoa e abastece nove municípios do estado da Paraíba, incluindo Campina Grande, que possui um sistema de abastecimento de médio porte com mais de 135 mil  ligações domiciliares.

Para ler o estudo científico (em inglês) clique aqui.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Filtrar por Segmento

Filtrar por Categoria

Mais Sobre Nós

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA CONTEÚDOS GRATUITOS E NOVIDADES

VEJA TAMBÉM:

Case de Sucesso Tronox

A Tronox possui 9 grandes fábricas produtoras de pigmento distribuídas pelo planeta : EUA, Holanda, Austrália(2), Inglaterra, China, França, Arábia Saudita e Brasil. Instalada no

Leia mais

Case DMAE/ Uberlândia

No Ranking de Saneamento Básico de 2022, elaborado pelo Instituto Trata Brasil com as 100 maiores cidades do país, Uberlândia é referência de gestão de serviços

Leia mais